Fundo
Sábado, 20 de Abril de 2024
Paulinas - A comunicação a serviço da vida

Evangelho do dia 29/12/2023

Oitava do Natal - Ano B - Branca
1ª Leitura: 1Jo 2,3-11 Salmo: Sl 96(95) - Cantai ao Senhor um canto novo.
evangelho
Todo primogênito varão será consagrado ao Senhor - Lc 2,22-35

Quando se completaram os dias para eles se purificarem, conforme a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor, conforme está escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito varão será consagrado ao Senhor”, e para oferecer um sacrifício, conforme está especificado na Lei do Senhor: “Um par de rolas ou dois pombinhos”. Vivia em Jerusalém um homem chamado Simeão, homem justo e piedoso que esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava sobre ele. Pelo Espírito Santo lhe tinha sido revelado que não veria a morte sem antes ter visto o Cristo do Senhor. Movido pelo Espírito, foi ao Templo. Quando os pais estavam entrando com o menino Jesus para fazer conforme o estabelecido pela Lei a respeito dele, Simeão o tomou em seus braços, bendisse a Deus e disse: “Agora, Soberano Senhor, podes deixar teu servo partir em paz, conforme tua palavra, porque meus olhos viram tua salvação, que preparaste perante todos os povos, luz para revelação às nações e para glória de teu povo, Israel”. Seu pai e sua mãe ficaram admirados com o que diziam a respeito dele. Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: “Este é colocado para a queda e a elevação de muitos em Israel e para ser sinal de confrontação, a fim de que sejam revelados os pensamentos de muitos corações; mas, quanto a ti, uma espada traspassará tua alma”.

A Bíblia: Novo Testamento, tradução da editora Paulinas, 2015.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Pela escuta e meditação da Palavra, hoje pedimos: “Fazei, Senhor, que o nascimento de vosso Filho nos recorde a imensidão de vosso amor e encha de paz e de alegria os homens e as mulheres de toda a terra”.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!


No silêncio da fé, Maria e José guardam tudo no coração.
Que este momento de oração nos conceda a graça de guardar tudo o que Jesus nos ensina no silêncio da fé, em nosso coração.

Leitura (Verdade)

Conforme o costume judaico, Maria e José vão ao Templo para consagrar o filho ainda bebê. Fazem a oferta dos pobres, que são dois pombinhos. Simeão os acolhe e alegra-se em ver naquele Menino o Salvador.

Evangelho: Lc 2,22-35 Quando se completaram os dias para eles se purificarem, conforme a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor, conforme está escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito varão será consagrado ao Senhor”, e para oferecer um sacrifício, conforme está especificado na Lei do Senhor: “Um par de rolas ou dois pombinhos”. Vivia em Jerusalém um homem chamado Simeão, homem justo e piedoso que esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava sobre ele. Pelo Espírito Santo lhe tinha sido revelado que não veria a morte sem antes ter visto o Cristo do Senhor. Movido pelo Espírito, foi ao Templo. Quando os pais estavam entrando com o menino Jesus para fazer conforme o estabelecido pela Lei a respeito dele, Simeão o tomou em seus braços, bendisse a Deus e disse: “Agora, Soberano Senhor, podes deixar teu servo partir em paz, conforme tua palavra, porque meus olhos viram tua salvação, que preparaste perante todos os povos, luz para revelação às nações e para glória de teu povo, Israel”. Seu pai e sua mãe ficaram admirados com o que diziam a respeito dele. Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: “Este é colocado para a queda e a elevação de muitos em Israel e para ser sinal de confrontação, a fim de que sejam revelados os pensamentos de muitos corações; mas, quanto a ti, uma espada traspassará tua alma”

“Maria e José, mesmo sabendo do mistério divino que envolvia Jesus, participam dos rituais específicos, estabelecidos pela Lei judaica. Oito dias após o nascimento, apresentam o Menino ao Senhor. No Templo encontram Simeão, um ancião que rezava sem cessar, pois aguardava ansiosamente a chegada do Salvador. Ao ver o Menino, pega-o no colo e exclama que poderia, agora, morrer em paz, porque tinha visto a salvação do Senhor. Maria, mesmo não compreendendo tudo, guardava essas manifestações em seu coração. Hoje, temos a oportunidade de carregar a Palavra de Deus conosco e, mais ainda, de receber o próprio Jesus, na Eucaristia, em nosso coração. O Menino de Belém cresceu e tornou-se nosso Pão vivo.” (Viver a Palavra – 2023. Frei Jaime Bettega- Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Os pais de Jesus, Maria e José, ficavam admirados com o que diziam a respeito de seu filho. Compreendiam que estavam envoltos por um mistério divino, mas também que teriam um futuro de sofrimento. E foram fiéis a Vontade de Deus até o fim.
Contemplando a vida dos pais de Jesus que leitura você faz de sua fidelidade ao Projeto de Deus em sua vida?
Pense nos acontecimentos que revelam, hoje, a bondade de Deus e fação seu ofertório de louvor como fez Simeão.

Oração (Vida)

Agradeça tudo o que a Palavra lhe permitiu compreender e vivenciar do mistério de Cristo. Apresente ainda ao Senhor a oração que brotou em seu coração durante a leitura orante. Entregue ao Senhor sua gratidão e as suas preocupações.

Contemplação (Vida e Missão)

De que forma você deseja conservar a Palavra de Deus presente neste seu dia? O que você deseja colocar em prática segundo os ensinamentos de Jesus?

Bênção

Concedei, ó Deus, a vossos filhos a benção desejada, para que nutridos por vosso amor produzam frutos de paz e de justiça. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

José, Maria e Jesus vão ao Templo de Jerusalém para realizar dois ritos importantes. Ao quadragésimo dia, realiza-se o rito de purificação da mãe, depois do parto, conforme Levítico 12,1-4. O segundo rito é a consagração do primogênito, conforme Êxodo 13,11-16. O primogênito do sexo masculino deveria ser oferecido em sacrifício ao Senhor. Faz-se um sacrifício substitutivo: ofereceram o sacrifício dos pobres. Na ocasião, encontra-se um ancião no Templo: Simeão, um homem justo e piedoso. Ele representa os pobres de Adonai que esperam a consolação de Israel. Simeão está cheio do Espírito Santo e profetiza: Jesus é luz para as nações. Seu nascimento cumpre todas as promessas do Antigo Testamento: é a esperança dos pobres. No menino, também nossos olhos veem a salvação. A mensagem de Simeão a Maria é cortante: uma espada de dor lhe transpassará o coração. Aqui se encontram o Mistério da Encarnação com o Mistério da Paixão. O menino é sinal de contradição: de queda e reerguimento. Cumpre-se a esperança no madeiro da manjedoura e no madeiro da cruz. Ela e José, no silêncio da fé, guardam tudo no coração.

Dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa, ‘A Bíblia dia a dia 2023’, Paulinas.