Fundo
Quinta-feira, 13 de Junho de 2024
Paulinas - A comunicação a serviço da vida

Evangelho do dia 27/03/2024

Quarta-feira da Semana Santa - Ano B - Roxa
1ª Leitura: Is 50,4-9a Salmo: Sl 69(68) - Atende-me segundo tua clemência que salva.
evangelho
O Mestre diz: meu tempo está próximo - Mt 26,14-25

Então um dos Doze, chamado Judas Iscariotes, tendo ido aos sumos sacerdotes, disse: “Que pretendeis dar‑me, se eu vo‑lo entregar?” Eles estipularam dar‑lhe trinta moedas de prata. A partir daí, procurava uma ocasião propícia para entrega‑lo. No primeiro dia dos Ázimos, os discípulos aproximaram‑se de Jesus e lhe perguntaram: “Onde queres que preparemos para ti a ceia da Páscoa?” Ele respondeu: “Ide à cidade, à casa de um tal, e dizei‑lhe: ‘O Mestre diz: meu tempo está próximo. Em tua casa quero celebrar a Páscoa com meus discípulos’”. Os discípulos fizeram como Jesus lhes tinha prescrito e prepararam a Páscoa. Ao anoitecer, ele reclinou‑se à mesa com os Doze. Enquanto comiam, disse: “Amém, eu vos digo: um dentre vós me entregará”. E, muito entristecidos, começaram um a um a perguntar‑lhe: “Acaso sou eu, Senhor?” Respondeu ele: “Aquele que pôs a mão comigo na tigela, esse me entregará. De fato, o Filho do Homem se vai, como está escrito a respeito dele; mas ai daquele homem por quem o Filho do Homem é entregue! Melhor seria para esse homem não ter nascido”. Então Judas, aquele que o entregaria, perguntou: “Acaso sou eu, Rabi?” Respondeu‑lhe: “Tu o disseste”.

A Bíblia: Novo Testamento, tradução da editora Paulinas, 2015.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Traga para perto de você a Palavra de Deus. Deixe que ela penetre sua mente e suas emoções. Peça ao Pai que aqueça seu coração, que o nutra com seu amor e o cure por sua compaixão, a fim de que a traição jamais encontre guarida nele.


No caminho para a Páscoa, acompanhemos Jesus em sua paixão, morte e ressurreição. Rezemos:
“Daí-nos ó Pai, o vosso espírito de amor, de fortaleza e confiança para não desanimar no caminho para nossa ressurreição, junto ao Teu Filho Jesus. Amém.”.

Leitura (Verdade)

Contemple a dor imensa que deve ter atravessado o coração de Cristo ao ver aquele que comia em sua mesa armar uma cilada que o levaria a morte em troca de um punhado de moedas!

Evangelho: Mt 26,14- Então um dos Doze, chamado Judas Iscariotes, tendo ido aos sumos sacerdotes, disse: “Que pretendeis dar‑me, se eu vo‑lo entregar?” Eles estipularam dar‑lhe trinta moedas de prata. A partir daí, procurava uma ocasião propícia para entrega‑lo. No primeiro dia dos Ázimos, os discípulos aproximaram‑se de Jesus e lhe perguntaram: “Onde queres que preparemos para ti a ceia da Páscoa?” Ele respondeu: “Ide à cidade, à casa de um tal, e dizei‑lhe: ‘O Mestre diz: meu tempo está próximo. Em tua casa quero celebrar a Páscoa com meus discípulos’”. Os discípulos fizeram como Jesus lhes tinha prescrito e prepararam a Páscoa. Ao anoitecer, ele reclinou‑se à mesa com os Doze. Enquanto comiam, disse: “Amém, eu vos digo: um dentre vós me entregará”. E, muito entristecidos, começaram um a um a perguntar‑lhe: “Acaso sou eu, Senhor?” Respondeu ele: “Aquele que pôs a mão comigo na tigela, esse me entregará. De fato, o Filho do Homem se vai, como está escrito a respeito dele; mas ai daquele homem por quem o Filho do Homem é entregue! Melhor seria para esse homem não ter nascido”. Então Judas, aquele que o entregaria, perguntou: “Acaso sou eu, Rabi?” Respondeu‑lhe: “Tu o disseste”.

“Dentre os inúmeros relatos de traição descritos na Bíblia, a traição sofrida por Jesus atinge o coração do cristianismo. No momento em que ele toma consciência de que seu amor é recusado, de que sua mensagem é mal interpretada, de que os amigos o abandonam e que até o Pai se cala, Jesus se torna plenamente humano. A traição só acontece onde primeiro houve confiança; portanto, confiança e traição acontecem nas relações de maior intimidade (irmãos, cônjuges, amigos, sócios). O Mestre Jesus supera de forma positiva a crueldade dessa dor, permanece fiel ao Pai e pede o perdão para seus traidores. Deixa-nos, aqui, uma das lições mais difíceis para o ser humano: o perdão à traição.” (Viver a Palavra – 2024 - Ir. Carmen Maria Pulga - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que o texto diz a você hoje?
Nós também somos convidados a viver na intimidade com Jesus, a participar de seu grupo, a ouvir sua Palavra e partilhar do Pão por Ele abençoado, enfim a ser seu discípulo/a. Como me comporto diante dele no dia a dia de minha existência?
Tenho acolhido e amado meu Mestre e Senhor acima de qualquer outra coisa?
Em minha vida, trabalho e relacionamentos como eu dou testemunho de Jesus?

Oração (Vida)

“Salvai-me, ó Deus, por vosso nome, libertai-me por vosso poder. Escutai ó Pai minha oração; dai ouvido as minhas palavras:”

Ofereça ao Senhor os frutos de sua oração, apresente os bons desejos que brotaram em seu coração e reze por suas necessidades, dos que lhe são próximos e pela humanidade...

Alma de Cristo, santificai-me.
Corpo de Cristo, salvai-me.
Sangue de Cristo, inebriai-me.
Água do lado de Cristo, lavai-me.
Paixão de Cristo, confortai-me.
Ó Bom Jesus, ouvi-me.
Dentro de vossas chagas, escondei-me.
Não permitais que eu me separe de Vós.
Do espírito maligno defendei-me.
Na hora da morte, chamai-me. E mandai-me ir para Vós. Para que com Vossos Santos Vos louve. Por todos os séculos dos séculos, Amém.

Contemplação (Vida e Missão)

Como você quer testemunhar o seu amor a Jesus Mestre de forma concreta neste dia? Verbalize este propósito.

Bênção

Benção especial da Quaresma
- Deus Pai de misericórdia, conceda a todos, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno a casa. Amém.
- O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, nos guie nesta jornada quaresmal a uma verdadeira conversão. Amém.
- O Espírito de sabedoria e fortaleza nos sustente na luta contra o mal, para podermos com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Jesus será trocado por trinta moedas de prata. Anúncio e traição acontecem no contexto da ceia pascal: “Um de vocês vai me entregar”. “Serei eu, Mestre?” Como podia perguntar, se tinha acabado de negociar a entrega de Jesus por trinta moedas? Que tipo de homem é Judas? Não basta ser um dos Doze. É preciso algo mais. Judas é um apóstolo de Jesus e amostra daquilo que todos somos capazes de fazer. Ele não representa de forma alguma o judeu e o judaísmo. Representa aquele que com Jesus põe a mão no prato. “Quem está de pé”, dirá São Paulo, “cuide para não cair!”

Cônego Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2024’, Paulinas.