Fundo
Sexta-feira, 01 de Julho de 2022
Paulinas - A comunicação a serviço da vida

Evangelho do dia 16/05/2022

5ª Semana da Páscoa - Ano C - Branca
1ª Leitura: At 14,5-18 Salmo: Sl 115(113B) - Não a nós, Senhor, mas a teu nome dá glória.
evangelho
O Espírito Santo vos ensinará tudo - Jo 14,21-26

“Quem acolhe e observa os meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.” Judas (não o Iscariotes) perguntou-lhe: “Senhor, como se explica que tu te manifestarás a nós e não ao mundo?” Jesus respondeu-lhe: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. Quem não me ama, não guarda as minhas palavras. E a palavra que ouvis não é minha, mas do Pai que me enviou. Eu vos tenho dito estas coisas enquanto estou convosco. Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Iniciamos uma nova semana acolhendo o convite de Jesus para observarmos os seus mandamentos. Que durante este dia possamos conservar a Palavra em nosso coração e compreender com maior profundidade os seus ensinamentos. “Se alguém me ama guardara minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele nossa morada.
Em nome do pai, do Filho, do Espírito santo. Amém. Busque o silêncio interior e deixe a Trindade habitar em você neste novo encontro com a Palavra.


Peçamos: “Trindade Santa, vinde nos iluminar, para que possamos compreender o sentido profundo da Palavra Revelada. Fazei-nos discípulos missionários de Jesus, Caminho, Verdade e Vida. Amém.”

Leitura (Verdade)

Leia o Evangelho e observe as palavras que mais se repetem. O que significa acolher e observar os mandamentos do Senhor?

Evangelho: Jo 14,27-31a “Quem acolhe e observa os meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.” Judas (não o Iscariotes) perguntou-lhe: “Senhor, como se explica que tu te manifestarás a nós e não ao mundo?” Jesus respondeu-lhe: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. Quem não me ama, não guarda as minhas palavras. E a palavra que ouvis não é minha, mas do Pai que me enviou. Eu vos tenho dito estas coisas enquanto estou convosco. Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito”.

“A paz é a marca do Ressuscitado. Reencontrando os discípulos reunidos, Jesus lhes fazia a saudação da paz. A paz é o fruto de sua obra, de sua morte redentora. Ele nos reconciliou com Deus, fez a paz entre o céu e a terra. Ele nos deu a paz na entrega de sua vida. A si mesmo se esvaziou pela encarnação. A si mesmo se entregou em sacrifício na cruz. Não nos deu a paz como o mundo a oferece. Seu povo conhecia a paz que os romanos ofereciam, a pax romana. Eles esmagavam os opositores e mantinham tudo “em paz” com a presença de suas tropas. A paz de Jesus é fruto da reconciliação com Deus, é a generosa oferta do perdão. Na Oração de São Francisco, pedimos que o Senhor nos faça instrumentos de sua paz.” (Viver a Palavra – 2022. Pe. João Carlos Ribeiro - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Jesus confirma que mesmo morrendo não irá abandonar seus discípulos. Estará com eles numa manifestação interior, espiritual, por meio da ação da Trindade no coração dos que permanecerem fieis aos seus mandamentos.
Qual mensagem o texto lhe comunica hoje?
A Palavra de Jesus se transforma em vida na sua vida?
Acolha a ação do Espírito Santo, que nos ajuda a compreender os ensinamentos de Jesus.

Oração (Vida)

Entregue ao Senhor os apelos que a Palavra lhe fez e o desejo de vivê-los ao longo do dia.
Rezar com o salmista:

A lei do Senhor é perfeita e revigora a alma.
Os testemunhos do Senhor
são dignos de confiança
e tornam sábios os inexperientes.

Os preceitos do Senhor são justos
e dão alegria ao coração.
Os mandamentos do Senhor são límpidos
e trazem luz aos olhos.

O temor do Senhor é puro
e dura para sempre.
As ordenanças do Senhor são verdadeiras,
são todas elas justas.

São mais desejáveis do que o ouro,
do que muito ouro puro;
são mais doces do que o mel,
do que as gotas do favo.

Por elas o teu servo é advertido;
há grande recompensa em obedecer-lhes. (cf. Sl 19, 7-11).

Contemplação (Vida e Missão)

O maior dom de Deus é seu amor que nos confere a liberdade de filhos e a paz dos bem-aventurados. Qual seu compromisso diante desta promessa de Jesus?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Ir. Carmen Maria Pulga

Nos versículos anteriores, Jesus fala de sua partida (vv. 18s). Inicia-se então o tempo da Igreja, quando já não há a presença física do Mestre. Mas essa ausência física não é motivo de orfandade (v. 19), pois, quem observa, no amor, os seus mandamentos, tem a presença do Pai e do Filho em sua vida. Assim, amando, os discípulos têm agora a presença do Pai e do Filho de forma mais real do que antes da partida. Aos olhos dos não crentes, Jesus desapareceu para sempre. Aos que têm fé, sua partida é a presença definitiva. Agora a presença de Deus se faz nas pessoas através do amor e na observância dos mandamentos. Jesus parte, mas, para que sua obra não caia no vazio, mandará o Espírito Santo, como mestre que ensinará todas as coisas, ou seja, torna a palavra de Jesus viva através da história. Tudo o que Jesus revelou será atualizado pelo Espírito no caminhar da comunidade de fé, a Igreja. Isso fica claro no Concílio de Jerusalém: “O Espírito Santo e nós mesmos decidimos…” (At 15,28). A Igreja, liderada pelos apóstolos, é animada pelo Espírito Santo.

Frei Bruno Godofredo Glaab, ‘A Bíblia dia a dia 2022’, Paulinas.