Fundo
Domingo, 19 de Maio de 2024
Paulinas - A comunicação a serviço da vida

Evangelho do dia 30/03/2024

Vigília Pascal - Ano B - Branca
1ª Leitura: Gn 1,1–2,2, Ex 14,15–15,1, Ez 36,16-17a.18-28 Salmo: Sl 118(117) - Celebrai o Senhor porque ele é bom. 2ª Leitura: Rm 6,3-11
evangelho
Não vos espanteis. Procurais Jesus, o Nazareno, o Crucificado. Foi ressuscitado, não está aqui - Mc 16,1-7

Passado o sábado, Maria de Mágdala, Maria de Tiago e Salomé compraram aromas para irem ungi‑lo. Muito cedo, no primeiro dia da semana, vieram ao sepulcro, ao nascer do sol. E diziam umas às outras: “Quem nos rolará a pedra da entrada do sepulcro?” Tendo levantado os olhos, viram que a pedra estava rolada. Era uma grande pedra. Tendo entrado no sepulcro, viram um jovenzinho sentado à direita, vestido com uma túnica branca, e ficaram espantadas. Ele lhes disse: “Não vos espanteis. Procurais Jesus, o Nazareno, o Crucificado. Foi ressuscitado, não está aqui. Vede o lugar onde o puseram. Mas ide dizer a seus discípulos e a Pedro que ele vos precede na Galileia. Lá o vereis, como ele vos disse”. Elas, tendo saído, fugiram do sepulcro, pois um tremor e um estupor se apossaram delas. E nada disseram a ninguém, pois temiam. Tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana, manifestou‑se, primeiramente, a Maria de Mágdala, de quem expulsara sete demônios. Ela foi anunciar àqueles que com ele estiveram, que estavam aflitos e lamentando‑se. Eles, porém, tendo ouvido que estava vivo e que fora visto por ela, não creram. Depois disso, manifestou‑se em outra forma a dois deles que caminhavam indo para o campo. Eles, tendo regressado, anunciaram aos demais, mas tampouco acreditaram neles.

A Bíblia: Novo Testamento, tradução da editora Paulinas, 2015.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

Sábado - Vigília Pascal na noite santa. Duas mulheres demonstram profundo amor e solicitude para com o Mestre Jesus, a ponto de se deslocarem, ainda bem cedo, para prestar culto ao corpo inerte do Amado Senhor. Enfrentam as dificuldades e insegurança por causa do “grande amor”. O amor, de fato, é vigilante!



Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
"Trindade, nosso Deus, nos despertastes com vosso sopro divino, nos seduzistes com vossa beleza e nos feristes com vosso amor. Nós vos adoramos, ó Senhor."

Leitura (Verdade)

O evangelista Marcos nos comunica a ressurreição por meio de sinais de ausência de Jesus. Observe a pedra arrolada e o sepulcro vazio. Um jovem vestido de branco, mas não mais o Mestre Jesus.

Evangelho: Mc 16,1-7 Passado o sábado, Maria de Mágdala, Maria de Tiago e Salomé compraram aromas para irem ungi‑lo. Muito cedo, no primeiro dia da semana, vieram ao sepulcro, ao nascer do sol. E diziam umas às outras: “Quem nos rolará a pedra da entrada do sepulcro?” Tendo levantado os olhos, viram que a pedra estava rolada. Era uma grande pedra. Tendo entrado no sepulcro, viram um jovenzinho sentado à direita, vestido com uma túnica branca, e ficaram espantadas. Ele lhes disse: “Não vos espanteis. Procurais Jesus, o Nazareno, o Crucificado. Foi ressuscitado, não está aqui. Vede o lugar onde o puseram. Mas ide dizer a seus discípulos e a Pedro que ele vos precede na Galileia. Lá o vereis, como ele vos disse”. Elas, tendo saído, fugiram do sepulcro, pois um tremor e um estupor se apossaram delas. E nada disseram a ninguém, pois temiam. Tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana, manifestou‑se, primeiramente, a Maria de Mágdala, de quem expulsara sete demônios. Ela foi anunciar àqueles que com ele estiveram, que estavam aflitos e lamentando‑se. Eles, porém, tendo ouvido que estava vivo e que fora visto por ela, não creram. Depois disso, manifestou‑se em outra forma a dois deles que caminhavam indo para o campo. Eles, tendo regressado, anunciaram aos demais, mas tampouco acreditaram neles.

“Depois do descanso sabático, na madrugada do primeiro dia da semana, as mesmas mulheres que estavam ao pé da cruz compram aromas com a intenção de ungir o corpo de Jesus. A preocupação delas era a remoção da pedra que vedava a entrada do sepulcro. Chegaram ao sepulcro, e a pedra havia sido retirada. É a manifestação de Deus na maturidade da fé pascal. É a certeza de que a vida é mais forte do que a morte. À proclamação do anjo: “Foi ressuscitado!”, segue-se a tarefa de anunciar aos outros discípulos que Jesus ressuscitou. Iluminados pela presença do Ressuscitado, peçamos a graça de acolher a Palavra e celebrar a alegria da presença do Senhor em nossa vida”. (Viver a Palavra – 2024 - Ir. Carmen Maria Pulga - Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Com o é mesmo que reagimos ao experimentar que o Senhor está ausente de onde esperamos encontra-lo?
Onde é que o buscamos?
No lugar dos mortos ou entre os vivos?

Oração (Vida)

O que o texto o/a leva a dizer a Deus?
Faça a sua oração e aproxime-se do Senhor, silenciando sua mente e seu coração. Apresente-se diante dele com tudo o que você tem e é. Este é o momento de rezar também pelas necessidades da humanidade, apresentando-as a Deus.

Contemplação (Vida e Missão)

O mesmo Senhor que nos confirma na certeza de sua ressurreição e de sua vida plena, também nos ordena a comunicar a vida nova. Como você quer anunciar as maravilhas do Senhor?!

Bênção

“Não tenhais medo!” Buscai a Jesus?
Ele não está aqui. Ressuscitou!”.
Mostra-nos, Senhor, a tua face e abençoe-nos com a plenitude de teu poder e de teu amor por nós.

Ir. Carmen Maria Pulga

As santas mulheres vão ao túmulo de Jesus completar os ritos de preparação do corpo para o sepultamento. O corpo de Jesus tinha sido colocado no sepulcro pouco antes do início do sábado. Foram bem cedo, ao raiar do sol do primeiro dia da semana. O túmulo estava aberto e, dentro, um jovem sentado, vestido de branco. Suas palavras são rápidas: “Não vos assusteis! Procurais Jesus, o nazareno, aquele que foi crucificado? Ele ressuscitou! Não está aqui!”. Em poucas palavras, o jovem, que seria um anjo, disse tudo o que poderia ter dito naquele momento, mas acrescentou: “Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro: Ele vai à vossa frente para a Galileia”. O versículo seguinte diz que elas saíram e fugiram do túmulo. Estavam com muito medo e não contaram nada a ninguém. E aqui termina o Evangelho de Marcos. Os demais versículos foram escritos e acrescentados por outra pessoa. Fazem parte do Evangelho e são como todo o texto, palavra inspirada por Deus.

Cônego Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2024’, Paulinas.