Fundo
Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 10/12/2018

2ª Semana do Advento - Ano C - Roxa
1ª Leitura: Is 35,1-10 Salmo: 85(84) - Eis que vem o nosso Deus! Ele vem para salvar.
evangelho
Quem pode perdoar pecados, a não ser Deus? - Lc 5,17-26

Num desses dias, ele estava ensinando na presença de fariseus e mestres da Lei, que tinham vindo de todos os povoados da Galileia, da Judeia e de Jerusalém. O poder do Senhor estava nele para fazer curas. Vieram alguns homens carregando um paralítico sobre uma maca. Eles tentavam introduzi-lo e colocá-lo diante dele. Como não encontrassem um modo de introduzi-lo, por causa da multidão, subiram ao telhado e, pelas telhas, desceram o paralítico, com a maca, no meio, diante de Jesus. Vendo a fé que tinham, ele disse: “Homem, teus pecados são perdoados”. Os escribas e os fariseus começaram a pensar: “Quem é este que fala blasfêmias? Quem pode perdoar pecados, a não ser Deus?”. Jesus, penetrando-lhes os pensamentos, perguntou: “Que estais pensando no vosso íntimo? O que é mais fácil, dizer: ‘Teus pecados são perdoados’, ou: ‘Levanta-te e anda?’. Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem poder de perdoar pecados na terra... eu te ordeno – disse ao paralítico –, levanta-te, pega tua maca e vai para casa”. No mesmo instante, levantando-se diante de todos, pegou a maca e foi para casa, glorificando a Deus. Todos ficaram admirados e glorificavam a Deus, cheios de temor, dizendo: “Vimos hoje coisas maravilhosas”.

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

“Homem, teus pecados estão perdoados”. Com essas palavras, Jesus restituiu a saúde ao paralítico depois de observar que grande era a fé daqueles que o conduziram até Ele. Que a Palavra de Deus toque a nossa mente, nossa vontade e nosso coração, e nos faça perceber a grande misericórdia que Deus tem para conosco.
Rezemos: Pai, teu poder divino manifestou-se, de modo admirável, no ministério de Jesus. Torna-nos também beneficiários deste poder que nos abre para o amor misericordioso. Amém.

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Quem são os personagens presentes na narrativa? Qual é o tema central do texto? Por que Jesus perdoa os pecados para restituir a saúde ao paralítico? Em quais personagens a narrativa destaca o elemento da fé?
“O tema central do evangelho de hoje é a fé. A fé dos que carregavam o paralítico impressiona Jesus. ‘Quem pode perdoar os pecados a não ser Deus?’, pensavam os escribas e os fariseus. Mais tarde, em razão disso e de outras afirmações de Jesus, os escribas e fariseus presentes vão acusá-lo de blasfemo. Jesus penetra os pensamentos dos escribas e dos fariseus, assim como Deus no Sl 139 conhece o mais profundo do coração do ser humano. No entanto, o passivo divino empregado – ‘teus pecados estão perdoados’ – revela que o sujeito da ação de perdoar é Deus. É Deus quem perdoa e o mediador do perdão de Deus é Jesus. O perdão efetivo pode ser verificado pela cura: ‘levantando-se diante de todos, pegou a maca e foi para casa, glorificando a Deus’. O perdão, do qual Cristo é o mediador, liberta da enfermidade e solta a língua: no início do relato, nem uma palavra foi atribuída ao paralítico; no término do relato, no entanto, ele sai ‘glorificando a Deus’, pois reconhece na palavra de Jesus a ação de Deus” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

“Naquele paralítico se manifestaria o poder extraordinário de Jesus, inclusive o de perdoar pecados, o que soou como uma blasfêmia para os fariseus e mestres da lei. O texto mesmo afirma: ‘o poder do Senhor estava nele para fazer curas’. Mas a cena que se segue impressionou Jesus: desceram o doente pelo teto, com todo sacrifício do mundo! Jesus vê a fé daqueles amigos do paralítico e perdoa, imediatamente, seus pecados. Como foi vítima de murmurações, Jesus completa a obra: faz o paralítico andar. Ele tem poder de restaurar as forças físicas e a saúde espiritual. Que ele nos cure da paralisia do comodismo, do egoísmo, da falta de oração, de caridade, e da dureza de coração!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra no dia a dia” da Paulinas Editora).

Oração (Vida)

Apresente ao Senhor a oração que nasceu em seu coração. Peça ao Senhor que lhe restaure as forças físicas e a saúde espiritual. Que o cure das paralisias que o impedem de viver com alegria o dom da vida. Peça o conforto e a saúde aos doentes.

Contemplação (Vida e Missão)

Recolha em poucas palavras o apelo que você sentiu para colocar em prática durante o dia. Como gesto concreto, procure ajudar alguém que tenha paralisado na vida.

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

Preparamos o caminho do Senhor para que ele possa ser percorrido, por ele e por nós. Queremos encontrá-lo no caminho de Belém, no caminho da vinda do Filho do Homem no fim dos tempos. Para percorrer o caminho precisamos andar, para andar precisamos ter pernas, ou aparelhos que nos ajudem, ou pessoas que nos carreguem. Alguns homens carregaram um paralítico numa maca e o levaram até Jesus. Esses homens acreditavam em Jesus e se solidarizaram com o paralítico. Ele queria ser curado e andar. Jesus o curou e mandou que andasse, retornando para sua casa.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.