Fundo
Quarta-feira, 20 de Junho de 2018
Baixe o app do Comece o dia feliz
Play Store App Store

Evangelho do dia 20/06/2018

11ª Semana do Tempo Comum - Ano B - Verde
1ª Leitura: 2Rs 2,1.6-14 Salmo: 31(30) - Fortalecei os corações, vós que ao Senhor vos confiais!
evangelho
O teu Pai, vê no escondido - Mt 6,1-6.16-18

“Cuidado! Não pratiqueis vossa justiça na frente dos outros, só para serdes notados. De outra forma, não recebereis recompensa do vosso Pai que está nos céus. Por isso, quando deres esmola, não mandes tocar a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos outros. Em verdade vos digo: já receberam sua recompensa. Tu, porém, quando deres esmola, não saiba tua mão esquerda o que faz a direita, de modo que tua esmola fique escondida. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa. Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de orar nas sinagogas e nas esquinas das praças, em posição de serem vistos pelos outros. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai que está no escondido. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa. Quando jejuardes, não fiqueis de rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para figurar aos outros que estão jejuando. Em verdade vos digo: já receberam sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, para que os outros não vejam que estás jejuando, mas somente teu Pai, que está no escondido. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa.”

Bíblia Sagrada, tradução da CNBB, 2ª ed., 2002.
Clique nos títulos para ler o conteúdo.
Oração Inicial

“Jesus alerta os seus discípulos contra a hipocrisia e a vaidade das práticas religiosas e convida à confiança em Deus, que vê no segredo do coração” (Pe. Contieri). Para compreendermos bem a Palavra que vamos meditar, peçamos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? Procure identificar as orientações que Jesus dá aos seus discípulos. Observe o apelo para que as práticas de piedade (jejum, esmola e oração) sejam vividas sem hipocrisia. Qual deve ser a atitude de quem está jejuando, orando ou dando esmolas?
“O tema principal do evangelho é a discrição com a qual as obras devem ser praticadas. Trata-se de não fazer nada por ostentação. Jesus recomenda não dar esmola, jejuar ou rezar de modo ostensivo, como fazem os hipócritas. No nível em que os hipócritas se situam já obtiveram a recompensa deles, isto é, a aprovação dos homens. Positivamente falando, a esmola, o jejum e a oração devem ser feitos em segredo. A ação em segredo não é o mesmo que ação secreta, mas designa toda ação, mesmo pública, que se faz, de fato, diante do Pai. É a intenção profunda que conta, pois a recompensa se situa neste nível” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

Qual palavra encontrou sintonia em sua vida? O que o texto diz a você hoje? O convite que Jesus faz aos discípulos é também direcionado a você? Olhando para sua vida, em que aspectos você percebe a necessidade de uma maior abertura aos irmãos? Em quais realidades percebe a necessidade de voltar-se mais para Deus e para os outros? Permaneça por alguns instantes em silêncio para que o Senhor fale ao seu coração.

Oração (Vida)

É o momento do diálogo com Deus, em resposta ao que Ele revelou por meio de sua Palavra. Silencie o coração e faça sua prece. Apresente ao Senhor os propósitos de conversão, mudança, vida nova...
Conclua com a oração: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus e buscar, em tudo, a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança, impulsionando plenamente o nosso ser e o nosso agir. Ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)

Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver hoje? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

Como no início da Quaresma, somos novamente estimulados à prática da esmola, da oração e do jejum, para reativarmos o que já procuramos viver na preparação da Páscoa, e para consolidarmos um modo cristão de ser que antecede à prática. O agir segue o ser. A esmola nos faz ouvir os outros, estar atentos à necessidade dos irmãos; o jejum nos faz ouvir a nós mesmos, colocando-nos em estado de atenção sobre nossas próprias necessidades; e a oração nos faz ouvir a voz de Deus na verdade do silêncio. A verdade da nossa vida se deixa ver no segredo de Deus.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.